Conselheiros do Palmeiras pedem sindicância contra membros que não foram votar por ordem da FPF

  • 27/04/2016
  • 0 Comentário(s)

Conselheiros do Palmeiras pedem sindicância contra membros que não foram votar por ordem da FPF

Resultado de imagem para reinaldo bastos

Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF, em abril de 2017 Gazeta Press

Um grupo de conselheiros do Palmeiras começou a colher assinaturas nesta quarta-feira para pedir a abertura de uma sindicância contra três membros do CD (Conselho Deliberativo) do clube, depois que eles não compareceram à importante reunião da última segunda-feira a pedido de Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF (Federação Paulista de Futebol), que está rachada com o "Verdão".

No momento, o grupo tenta conseguir cada vez mais assinaturas, e deve enviar o pedido ao CD ainda nesta quarta, ou no máximo até quinta-feira.

Os conselheiros querem que a sindicância averigue se Américo Calandriello, Domingos Cangiano e Luis Antônio Vidal, os três membros do CD palmeirense que também têm ligação com a FPF, de fato não foram à votação de segunda-feira por causa do pedido de Carneiro Bastos, que está rachado com o presidente Maurício Galiotte desde a final do Paulistão.

No entendimento do grupo que está fazendo o pedido, Calandriello, Cangiano e Vidal não cumpriram com suas obrigações de conselheiros ao não participarem do evento de segunda-feira.

Caso aceite o pedido, o presidente do CD, Seraphim Del Grande, indicará uma Comissão de Sindicância, formada por outros conselheiros, para analisar o caso. Eles ouvirão os envolvidos, colherão depoimentos, deliberarão e darão a sentença, que pode ir desde nada até advertência, suspensão ou expulsão.

Apesar do pedido de Reinaldo Carneiro Bastos aos conselheiros, a votação aconteceu normalmente no CD palestrino.

Ficou definida a mudança do mandato presidencial de dois para três anos, com a opção de reeleição. Entre os 224 conselheiros que votaram - são 280 aptos para tal responsabilidade -, 143 foram a favor, 79 contra e houve duas abstenções.

Foi votado também que a alteração no estatuto valerá já na próxima eleição. Ou seja, quem ganhar o pleito deste ano presidirá o clube pelo próximo triênio.

De qualquer forma, tudo ainda precisa ser aprovado pelos sócios em julho.

Fonte: http://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/4336301...






0 Comentários


Deixe seu comentário


Aplicativos


 Locutor no Ar

AutoDJ

Piloto Automático

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Anunciantes